Biden é criticado ao proclamar ‘Dia da Visibilidade Transgênero’ na Páscoa

  • 01/04/2024
Biden é criticado ao proclamar ‘Dia da Visibilidade Transgênero’ na Páscoa
Biden é criticado ao proclamar ‘Dia da Visibilidade Transgênero’ na Páscoa (Foto: Reprodução)

O presidente dos EUA, Joe Biden recebeu críticas intensas por marcar o dia 31 de março como o "Dia da Visibilidade dos Transgêneros", coincidindo com o Domingo de Páscoa deste ano. Em resposta, a Casa Branca reafirmando as declarações do presidente sobre o tema.

O comunicado divulgado pelo porta-voz da Casa Branca, Andrew Bates, afirma que as pessoas que criticam a “mensagem de inclusão” de Biden estão buscando dividir ainda mais o país.

"Como cristão que celebra a Páscoa em família, o Presidente Biden defende unir as pessoas e preservar a dignidade e as liberdades de cada americano", disse Bates em um comunicado.

"Infelizmente, não é surpreendente que políticos estejam buscando dividir e enfraquecer nosso país com retórica cruel, odiosa e desonesta. O Presidente Biden nunca usará sua fé para fins políticos ou lucrativos."

Apesar de o dia 31 de março ter sido designado para homenagear o movimento transgênero internacionalmente desde 2009, este ano coincide com o Domingo de Páscoa, um dos dias mais significativos para os cristãos que celebram a ressurreição de Jesus Cristo.

"No Dia da Visibilidade Transgênero, honramos a extraordinária coragem e contribuições dos americanos transgêneros e reafirmamos o compromisso de nossa nação em formar uma União mais perfeita — onde todas as pessoas são criadas iguais e tratadas igualmente ao longo de suas vidas", afirmou um comunicado divulgado pela Casa Branca no sábado.

"Hoje, enviamos uma mensagem a todos os americanos transgêneros: Vocês são amados. Vocês são ouvidos. Vocês são compreendidos. Vocês pertencem. Vocês são a América, e toda a minha administração e eu estamos do seu lado", acrescentou. "Portanto, eu, Joseph R. Biden Jr., Presidente dos Estados Unidos da América, por virtude da autoridade conferida a mim pela Constituição e pelas leis dos Estados Unidos, proclamo o dia 31 de março de 2024 como o Dia da Visibilidade Transgênero."

Críticas a Biden

Após o anúncio, líderes cristãos proeminentes, políticos e comentaristas nas redes sociais lançaram uma onda de críticas contra Biden e sua administração.

O ex-presidente Donald Trump apelou por um pedido imediato de desculpas a milhões de cristãos e católicos, enquanto sua secretária de imprensa nacional, Karoline Leavitt, descreveu a proclamação de Biden como um exemplo do "ataque de anos à fé cristã" por parte da administração Biden.

O presidente da Câmara, Mike Johnson, R-La., acusou a administração Biden de trair o significado do Domingo de Páscoa, depois que a Casa Branca também proibiu desenhos de ovos religiosos em seu Evento de Arte de Páscoa, que, como o Easter Egg Roll anual, faz parte das tradições de Páscoa da Casa Branca.

The Biden White House has betrayed the central tenet of Easter — which is the resurrection of Jesus Christ. Banning sacred truth and tradition—while at the same time proclaiming Easter Sunday as “Transgender Day”—is outrageous and abhorrent. The American people are taking note. pic.twitter.com/ZCExyVkAVS

— Speaker Mike Johnson (@SpeakerJohnson) March 30, 2024

"A Casa Branca de Biden traiu o princípio central da Páscoa – que é a ressurreição de Jesus Cristo", Johnson postou no X [Ex-Twitter]. "Proibir a verdade e a tradição sagradas – ao mesmo tempo em que proclama o Domingo de Páscoa como 'Dia Transgênero' – é ultrajante e abominável. O povo americano está prestando atenção."

Franklin Graham, o renomado evangelista cristão e filho do falecido Billy Graham, escreveu que Biden e sua administração demonstram "pouco respeito" por Deus.

President Biden has declared tomorrow—Easter Sunday—as “Transgender Day of Visibility.” This once again shows how little respect President Biden and his administration have for God. On the most significant day of the Christian calendar, when the Church around the world celebrates…

— Franklin Graham (@Franklin_Graham) March 31, 2024

"Isso mais uma vez mostra o quão pouco respeito o presidente Biden e sua administração têm por Deus", escreveu Graham.

E continuou: "No dia mais significativo do calendário cristão, quando a Igreja ao redor do mundo celebra a ressurreição de Jesus Cristo, que morreu e derramou seu sangue pelos pecados da humanidade, a administração Biden usa essa oportunidade para ostentar o pecado, glorificar o pecado e celebrar o pecado."

O governador do Mississippi, Tate Reeves, classificou a declaração de Biden como "chocante" e uma "tentativa intencional" de insultar os cristãos em toda a América.

"O presidente Biden declarou que o Domingo de Páscoa agora é o Dia Transgênero", escreveu Reeves. "Isso é uma tentativa intencional de insultar e zombar dos cristãos em toda a América. Chocante – mas não surpreendente. Em Mississippi, celebraremos com orgulho a ressurreição de Jesus Cristo e o perdão dos pecadores."

A governadora de Dakota do Sul, Kristi Noem, compartilhou os sentimentos de Tate, ao escrever que a Casa Branca de Biden está deixando claro que as pessoas de fé "não têm lugar na América".

Joe Biden banned “religious themed” eggs at the White House’s Easter Egg design contest for kids, AND he announced that tomorrow is “National Transgender Visibility Day.”Did he forget that tomorrow is Easter, Resurrection Sunday?Joe Biden and his White House have made it…

— Kristi Noem (@KristiNoem) March 31, 2024

“Joe Biden e a sua Casa Branca deixaram claro que as pessoas de fé, especialmente os cristãos e os nossos pontos de vista bíblicos, não têm lugar na sua América. Devemos mudar isso em 5 de novembro, elegendo @realdonaldtrump.”

O ex-candidato presidencial Vivek Ramaswamy criticou Biden em uma postagem no X, escrevendo: "Joe Biden acabou de proclamar que o 'Dia da Visibilidade Transgênero' é no domingo, 31 de março".

Caitlyn Jenner, ex-decatleta e vencedora da medalha de ouro olímpica, escreveu no X:

“Estou absolutamente enojada que Joe Biden tenha declarado o mais sagrado dos dias santos – um autoproclamado católico devoto – como o Dia da Visibilidade dos Transgêneros”, escreveu Jenner. "A única coisa que você deveria declarar neste dia é 'ELE ressuscitou'."

I am absolutely disgusted that Joe Biden has declared the most Holy of Holy days - a self proclaimed devout Catholic - as Transgender Day of Visibility. The only thing you should be declaring on this day is ‘HE is Risen’.

— Caitlyn Jenner (@Caitlyn_Jenner) March 30, 2024

O principal diplomata dos EUA, o secretário de Estado Antony Blinken, também divulgou sua declaração no domingo, afirmando que o "Dia da Visibilidade Transgênero" é uma "celebração" da "coragem e resiliência" das pessoas trans, embora tenha observado que "é evidente que ainda há muito trabalho a ser feito."

FONTE: http://guiame.com.br/gospel/noticias/biden-e-criticado-ao-proclamar-dia-da-visibilidade-transgenero-na-pascoa.html


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 5

top1
1. Deus Proverá

Gabriela Gomes

top2
2. Algo Novo

Kemuel, Lukas Agustinho

top3
3. Aquieta Minh'alma

Ministério Zoe

top4
4. A Casa É Sua

Casa Worship

top5
5. Ninguém explica Deus

Preto No Branco

Anunciantes